pt

O Indizível

05-11-2022

O INDIZÍVEL

Criação e performance: Telmo Branco
Produção: Claudia Teixeira
Fotografia: Rachael Mauney
Videografia: José Freitas
Edição fotográfica e promocional: Telmo Branco
Sonoplastia e música: Telmo Branco
Curadoria: Peter Hosek
Técnico de Luz: Afonso Lemos

Em colaboração com: Acker Stadt Palast, Berlin; Hosek Contemporary, Berlin; Marameo e.V, Berlin; Teatro Papa-Léguas, Lisboa; Mala Voadora, Porto.
Financiado por: DISTANZEN Solo | Dachverband Tanz Deutschland e NEUSTARTKULTUR.


Advertência
O conteúdo desta performance pode ser sensível para pessoas com experiências de abuso sexual, ou traumas semelhantes.
Esta performance NÃO recria, descreve literalmente, ou expõe graficamente a violência inerente ao tópico. 

Conceito

Quando eu era criança, o meu pai violou-me.
Esta performance não é sobre ele. Nem sobre o ato de violação.
Quando eu era criança, o meu pai vendeu o meu corpo.
Ensinou-me que a violência sexual é estrutural, tem vários agentes, contextos e espaços e alimenta-se do silêncio, do secretismo, da vergonha, das fobias de género, da misoginia, da religião, da fome, da política, da tradição, do habito, da repetição, do esquecimento.  
Esta performance não é sobre o meu pai. É sobre a cultura dos que vieram antes e depois dele.

Pai estátua, hoje derrubo-te, a ti e aos que vieram antes e depois de ti.
Pai história. Pai de muitos e total ausência de Pai. Patriarcado, hoje denuncio-te e no denunciar-te, retiro-te o poder, a influência, o protagonismo. Esta performance não é sobre ti. É sobre resgatar o corpo, a voz, o valor próprio e a sexualidade, do teu domínio.

"O Indizível" é uma performance ativista, que cruza as disciplinas de teatro, dança e sonoplastia, para enfrentar, com sensibilidade, a violência sexual estrutural e a cultura do silêncio. 


Nota de intenção:

"O Indizível" surge da necessidade de desestigmatizar as narrativas de abuso sexual de um contexto vitimizador, para um contexto de empoderamento.
Sem deixar de encorajar a justiça legal, "O Indizível" explora outro tipo de justiça, também fundamental, que é a de recuperar o sentido de valor, propósito e autonomia, abalados pelo ato de agressão sexual.
"O Indizível" pretende remover a violência sexual do universo do privado, individual e isolado, de forma a contextualizá-la dentro das estruturas culturais, sociais e políticas que a permitem e perpetuam.
O objetivo desta performance ativista, é o de cultivar a esperança, gerar consciência e encorajar sobreviventes deste tipo de violência a quebrar o silêncio e/ou a sentirem-se menos sós.

"O indizível" surge de um longo processo terapêutico, ainda em curso, desenvolvido em conjunto com o Instituto de Psicanálise de Berlim.


Imagens Promocionais


"O Indizível" Trailer 

Contactar o artista para visualizar o video integral da obra.