pt

Depoimento Artistico



Com atenção à sensibilidade emocional, o meu trabalho é concebido para reflectir os indivíduos queer e a sua história opressiva. Reflicto a opressão sistémica e transgeracional como denominador do trauma individual e colectivo, sedimentado na unidade social e familiar.

Na minha prática, o movimento e a linguagem derivam de padrões e atitudes corporais que evocam estigmas, arquétipos, entre outras formas culturais de opressão. Nesta prática, utilizo dança, teatro, escrita poética, música e sonoplastia, e cinema.

O objectivo do meu trabalho não é apenas abordar os constrangimentos e lutas coloniais das histórias queer, mas também praticar a liberação e a apropriação de verdades pessoais, fora das normas heteronormativas imperiais que ditam o fazer da arte e da vida. O objectivo é também gerar cultura que sirva de referência a outros indivíduos queer normalmente não representados nos ramos da performance, dança, teatro e cinema.

@Ensaio - Episódio 4 de "The Unspeakable".